Percy Jackson Portugal
Faça o seu registo/login! É muito importante para poder usufruir das nossas actividades! Very Happy

Divirta-se! Razz

Hallowen no acampamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hallowen no acampamento

Mensagem  André Cavalheiro em Ter Nov 01, 2011 5:07 pm

Tal como combinado ás 5h, monstros voavam pelo céu aterrando na floresta do acampamento. De longe não conseguimos destingir quais eram os monstros que Hades tinha enviado, mas dava para se notar de que eram muitos. Corajosamente avançamos para a floresta, com o pressentimos de que ia ser uma noite tão divertida como perigosa...
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Poseídon em Ter Nov 01, 2011 5:21 pm

Entretanto, Poseídon aparece no caminho de André. Este estava estupefacto, pois sabia que nenhum filho comunica diretamente com o pai (deus). André gago de emoção, diz:

- Ppa Ppppa Pppaai Pai?!

Poseídon com um sorriso maroto, esclarece:

- Sim, sou eu. Não vos deixaria combater sem algo especial.

Então Poseídon retira de uma bolsa de couro um frasco com um líquido dourado que reluzia com a luz da lua, e explica:

- Toda a arma que contiver um pingo deste líquido será capaz de matar todos os monstros do submundo que se regeneram com um corte de uma espada sem este líquido. Este frasco possuí o suficiente para as armas de todos os mestiços do acampamento.

Seguidamente, Poseídon "evapora" com um flash, deixando uma brisa fresca e agradável e o frasco com o líquido dourado.

André ficou com um olhar triste, pois tinha muito para conversar com o seu pai.

_________________
avatar
Poseídon


Dracmas : Infinito
Poder : Deus dos Mares
Pégaso : Sicílus

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
1000/1000  (1000/1000)
Conhecimento:
1000/1000  (1000/1000)
Nível:
5/5  (5/5)

http://percyjacksonpt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avançando...

Mensagem  André Cavalheiro em Ter Nov 01, 2011 5:49 pm

Avançávamos com cautela, ao meu lado, estavam os meus amigos Micaelis e Cláudia. Estava triste por Poseidon se ter ido embora tão rápido mas por outro lado feliz, pois tinha o visto, e isso era algo que mts mestiços queriam e não conseguiam. Nas minhas mãos carregava o meu escudo, e a minha espada, que agora estava repleta daquele liquido brilhante.
Ao longe Cláudia avistou um movimento e de imediato ordeno-nos que parássemos. Ficamos alguns segundos parados a tentar perceber o que se mexi-a nas sombras até que Cláudia falou:
- Devíamos ir para perto do rio.
- Porque? - Perguntou Micaelis. Porém ai apercebi-me de que Cláudia se referia a mim. Se eu estivesse perto de um rio seria mais forte.
- Por causa de mim. - Respondi.
Recomeçámos a andar. Estávamos a alguns metros do rio quando algo se intrometeu no nosso caminho. Avancei mas Micaelis pôs-me a mão no ombro. Olhei para trás e reparei que estávamos cercados, por cães infernais. Eram nove no total o que dava...
- Cada um fica com três Ok? - Disse Micaelis.
- Aos três. - Disse eu. - um, dois,... três.
Nesse momento Micaelis disparou duas flechas de uma só vez, e matou dois dos cães infernais que lhe cabiam. Depois retirou a sua espada e avançou para o terceiro. Cláudia avançou corajosamente com a sua faca para os três. E eu fiz os mesmo mas com a minha espada. Matar três criaturas ágeis e mortais não é tão fácil como parece... Quando atacava, tinha de defender ao mesmo tempo, mas se parasse de atacar a minha defesa não ia ser poderosa o suficiente para me manter vivo. Por fim consegui espetar a espada na barriga de um deles. Porém os outros dois, consumidos pela raiva atacaram pelo lado oposto. Tentei defender-me com o escudo mas um deles conseguiu cravar os seus dentes no meu ombro. Gritei o mais alto que pude. Nesse instante a besta largou-me e aterrou em desequilíbrio. Aproveitei a ocasião e ataquei com sucesso. Agora só faltava matar um porém estava com o ombro magoado e a visão turva. Analisei as minhas hipóteses, e decidi começar a correr para a água. Quando estava quase a chegar, o cão saltou para me apanhar. Nesse momento baixei-me e o animal caiu na água. Levantei-me e observei o animal contorser-se de dores por não conseguir respirar. Por fim acabei com o seu sofrimento, arrancando a sua cabeça com um só golpe. A ferida doía cada vez mais, foi ai que me apercebi que nos tínhamos esquecido de ambrósia, por isso fiz a coisa mais óbvia para um filho do Deus dos mares e saltei para o rio.

avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Micaelis Martin em Ter Nov 01, 2011 8:40 pm

Já tinhamos derrotado todos os cães infernais, achei impressionante como Claúdia com uma única faca tinha conseguido matar 3 cães infernais, acho que isto mostra que os filhos de Atena não são só inteligentes. Eu e Claúdia fomos ter com André que estava no rio. Felizmente estava bem. André saiu da água e automáticamente secou. Caminhamos mais um pouco, sempre de escuta com as armas prontas para atacar. O caminho até ao refeitório foi muito calmo, talvez os monstros enviados por Hades soubessem para onde estavamos a planear ir.... Parece que adivinhei, no refeitório estavam 6 monstros... 3 harpias e 3 fúrias.
- 2 harpias e 2 fúrias para cada um, ok? - disse Claúdia.
- Quando eu lançar uma flecha para a 1ª mesa corremos em direcção dos monstros, ok? - disse eu.
Concentrei-me na mesa e larguei a flecha. Nesse momento começamos a avançar na direcção dos monstros e vi as feições deles... Estavam furiosos, capazes de nos arrancar a cabeça. André já tinha matado uma Fúria que estava perto do chão e estava a tentar atrair a harpia. Claúdia tinha lançado a sua faca na direcção de uma harpia e esta caira no chão. Eu tirei uma flecha, colocei-a no arco e lançei à harpia que se desfez em pó. Procurei a fúria mas não a via. De repente começei a levantar do chão e ai reparei a fúria estava a agarrar-me e iria largar a grande altitude. Peguei na minha espada e cortei-lhe a cabeça. Cai no chão encharcado do pó cinzento que era o corpo da fúria.


Última edição por Micaelis Martin em Ter Nov 01, 2011 9:26 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Alice em Ter Nov 01, 2011 8:54 pm

Tinha estado na minha cabana, deitada, quando comecei a ouvir barulho pela primeira vez. Pareciam cães a ladrar. Mas o ruído parecia afastado, por isso nem me incomodei em investigar. No entanto, alguns minutos depois, comecei a ouvir mais algazarra e, desta vez, o barulho era bem nítido. Não parecia ser nada de bom. Levantei-me e procurei as minhas adagas. Sem fazer barulho, dirigi-me ao refeitório, local de onde parecia que os ruídos vinham, mas já não se ouvia nada. Com cuidado, espreitei pela porta e vi 3 figuras de pé, a segurar armas, ofegantes e salpicadas de alguma coisa que parecia ser sangue. Olhando com mais atenção, vi que eram mestiços. Comecei a reconhecê-los e entrei.
- O que é que se passou aqui? - perguntei, olhando para a confusão à minha volta.
avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Cláudia Silva em Ter Nov 01, 2011 9:21 pm

-É Halloween, Alice! Hades libertou uns monstrinhos, e nós estamos a tentar mata-los. Até agora foram 9 mastins infernais, 3 harpias e 3 fúrias! Devias ter visto! Foi brutal! E eu a matar os mastins? Peguei em dois galhos do chão, atirei um para cada lado, e gritei "Busca" um mastim saiu disparado para cada lado, e outro ficou a olhar para mim, triste. Matei esse, e depois atirei a faca a um dos outros que ja vinha a correr! Em cheio no coração, morte imediata! Depois foi só tirar a faca desse mastim e cravei-a no out....

Fez-se sílêncio. Todos tinhamos ouvido o mesmo: passos. Mas não eram comuns, era como se paus estivessem a pisar os galhos da floresta. Viramo-nos todos ao mesmo tempo e vimos algo que nos fez arrepiar os cabelos. Oito guerreiros, cada um com a constituição física de um culturista, mas com pele cinzenta: Guerreiros zombies. Olhei para os meus companheiros e disse:
-Dois para cada um.

O Micaelis e a Alice colocaram logo as setas nos arcos, e vi o André correr para os seus guerreiros. Eu fiz o mesmo. Corri para eles com a arma em riste. Eles esperavam-me com as armas levantada, e as pernas ligeiramente abertas. Eu corri o mais rápido que consegui, e, para surpresa deles, atirei-me por debaixo das pernas de um. Levantei-me rapidamente e cavei-lhe a faca nas costas. Virei-me e dei um pontapé no omoplata do outro, ainda atordoado. Ele caiu, desequilibrado, e eu aproveitei para o decapitar.

Aquela ia ser uma longa noite...

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Alice em Ter Nov 01, 2011 9:31 pm

Com que então era isso: Halloween e Hades. Ouvi deliciada a narração de Cláudia, a explicar como matara as últimas criaturas. E pensar que eu estivera todo este tempo fechada na cabana. De repente, ela calou-se e depois seguiu-se um silêncio arrepiante, que depois foi preenchido com sons de passos.
Assim que vi os zombies, saquei o arco e preparei uma flecha. Fiz pontaria à testa e soltei a flecha. Depois, ao ver o outro a aproximar-se, arrumei o arco, pois a criatura já estava muito perto para o usar. Tirei as minhas adagas e deixei-o aproximar-se. Com golpes certeiros, fiz-lhe uns rasgões nos braços e, de seguida, cortei o pescoço.
- E agora, que se segue?
avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mais monstros

Mensagem  André Cavalheiro em Ter Nov 01, 2011 9:48 pm

Corri para os zombies com o meu escudo e a minha espada. Um deles arrancou as costelas e estava pronto a usá-las como facas. ( Nojento) Dirigi-me a esse e tentei ataca-lo com a minha espada, mas ele era ágil e experiente em luta. Assim que me descuidei ele atacou e fez-me um corte fundo na barriga. Empurrei-o com o meu escudo mas ele voltou a aproximar-se, sabia que não estava em condições de lutar e preparei-me para morrer mas, o esqueleto desfesce com um corte de uma espada. A trás do monstro estava Jason que sorriu. Porém não tive tempo para agradecer porque um segundo zombie veio para nos atacar. Jason começou a lutar com ele e eu dirigi-me para um jarro de água que estava em cima da mesa do refeitório e molhei a minha ferida que rapidamente melhorou. De repente senti algo atrás de mim era o zombie que Jason tinha esfaqueado e aparentemente não estava morto. Atirei o jarro de água para ele. E usei o meu poder sobre a água para o desmembrar, havia pedaços de esqueleto por todo o lado. Dirigi-me ao cranio e esmagueio com o meu pé.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Percy Lovegood em Ter Nov 01, 2011 10:01 pm

Depois de mortos os zombies, corremos em direção da Casa Grande, pois tínhamos ouvido uns barulhos estranhos.

Pairando o céu estava um drakon, que passou-nos mesmo de *Zás* nas nossas cabeças e aterrou mesmo à nossa frente, seguidamente apareceu mais um aterrando ao lado do outro.
Ficamos pálidos como neve, olhei para Cláudia, uma das suas qualidades era a estratégia. Ela avançou confiante e fez um gesto a Alice e Micaelis e os dois começaram a lançar flechas como canhões. André correu para perto de uma fonte, pois um dos maiores problemas era o fogo que lançavam pela boca. Fiquei a pensar no que iria fazer, foi então que me lembrei: "Sou mais forte no ar", então fiz um ruído e logo apareceu um pégaso dos estábulos do acampamento. Montei-o e sobrevoei os monstros tendo atingi-los com raios. Cláudia estava com problemas, pois uma faca não era suficiente para aqueles monstros enormes, mas graças a uma flecha certeira de Micaelis ela conseguiu fugir de um ataque que poderia ser fatal.
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Cláudia Silva em Ter Nov 01, 2011 10:40 pm

Fugi para o largo dos drakons e respirei fundo. Alice e Micaelis tinham conseguido matar um drakon, porém estavam sem setas. O outro drakon já não cuspia fogo, devido ao que André lhe fizera. Vi Jason o voar no pégaso e tive uma ideia maluca. Eu sabia que a pele do drakon era dura, e lembrei-me que a sua boca devia ser mais mole. Corri para a mesa fiz o meu pedido "Uma bola de gelatina do tamanho da boca de um drakon", que foi imediatamente respondido. Chamei os irmãos e disse-lhe:
-Micaelis e Alice, quero que acertem com esta bola na boca do drakon.
Eles conseguiram executar a tarefa na prefeição. Agora era a vez de Jason, e gritei-lhe:
-Apunhala o drakon na boca enquanto ele tentar engulir a gelatina.
O drakon estava nitidamente engasgado. Jason posicionou o seu pégaso em frente ao monstro, e enfiou a espada em todo o comprimento na boca dele.
O drakon urrou, e, segundos depois caíu por terra.

Mas mal tivemos tempo para descansar, uma vez que ouvi-mos barulho no rio.
-Alice e Micaelis, tentai arranjar mais setas enquanto vemos o que se passa ali. - disse-lhes. - Encontramo-nos no rio.

Corri para o local onde vinha o barulho, com Jason e André na minha peugada. Uma hydra com 7 cabeças estava numa das margens, tentando a todo o custo antingir-nos com jactos de ácido. OLhei para os meus colegas: Um filho do deus dos trovões e outro do deus do mar.
Sorri.
-André, consegues controlar a água, certo?
-Sim. - respondeu ele.
-Consegues atingir a hydra com a maior quantidade de água?
-Jason, preciso que, quando o André atingir a hydra, tu também a atinjas, mas com um raio. A água é uma boa condutora eléctrica. Vamos electrocutar uma hydra!

André concentrou-se e um enorme redemoinho de água atingiu a hydra, um segundo antes de um raio lhe caír em cima. O monstro estremeceu e caiu. Os irmãos de Apolo chegaram naquele instante e olharam a cena, estupefactos.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um titãn...

Mensagem  André Cavalheiro em Qua Nov 02, 2011 6:39 pm

Oauh! Pensei para mim mesmo. Claudia era definitivamente filha de Atena, eu nunca me teria lembrado de combinar os meus poderes com os de Jason. Descansamos durante alguns minutos, e tratamos as nossas feridas. Felizmente Micaelis e Alice tinham encontrado bastantes setas. Levantamos-nos e começamos a andar mas de repente uma estranha sensação percorreu o meu corpo, todavia continuei a andar. Mas os meus colegas não, pareciam que estavam congelados no tempo. Aliás tudo estava congelado no tempo. A água, os meus amigos as árvores, a única coisa que se mexia era eu. Até que algo saiu da floresta. Era um homem com um ar mau, e poderoso.
- Olá filho de Poseidon! O meu nome é Crios, sou um titã enviado por kronos para destruir o acampamento. Uma vez que ele renasça, os deuses, não conseguirão vencer a batalha sem os mestiços!
Pensei, pensei e pensei. Não me lembrava de nada sobre o Crios, nenhum ponto fraco ou nenhum ponto forte, até que...
- Tu, criaste inúmeros monstros marinhos!
- Oh, meu jovem! Isso era antigamente. Agora também crio monstros terrestres! Como pensas que entrei aqui? Estava no tártaro , mas os meus monstros deram-me energia suficiente para renascer, e juntei-me a outros para conseguir entrar no campo, e não fui só eu. Cada um dos titãns tem um alvo. Há um para cada um de vcs, eu fiquei contigo.
- Mas o titã do tempo é Kronos! Como é que os meus amigos não se mechem?
- Kronos está mais poderoso do que julgas, meu jovem.
- Dá-me os meus amigos de volta! - Gritei enquanto corria na sua direção.
O titã sorria, e eu não me apercebia porque... quando me apercebi do meu erro já era tarde. Agora que eu tinha atacado, o titã podia enfrentar-me e matar-me. Foi uma luta intensa. Eu não conseguia atacar e ele não era estúpido o suficiente para me deixar chegar perto da água. Consegui por fim fazer-lhe um corte na perna e ele reagiu empurrando-me. Desequilibrei-me e ele usou isso a seu favor. Agora a batalha estava com muito sangue. Eu com um durte no ombro e o joelho magoado. Ele com um corte em cada perna e o pulso dorido. Finalmente consegui escapulir-me para perto do rio. O titã correu atrás de mim e então uma onda veio contra ele. Não sabia o que fazer. Crios era imortal. E a água não servia de nada pq ele supostamente conseguia respirar debaixo dela. Porém ele não conseguia foi ai que me apercebi:
- Tu não estás no teu potencial máximo. Tiveste de diminuir o teu poder até te conseguires confundir com um monstro para Hades não te detectar a sair do submundo!
Ai avançei com mai confiança, e ele levantou-se. A partir dai ataquei, ataquei e ataquei. Ele tinha mais habilidade, mas eu tinha a força do oceano. Numa ultima tentativa de atacar Crios atacou por cima, mas eu defendi com o escudo e espetei a minha espada na sua barriga. Ele dissolveu-se e o tempo voltou ao normal. Dirigi-me aos meus amigos e contei-lhes tudo. Voltamos para perto das cabines sempre seguindo o rio. Quando chegamos ao lago. Sentimos movimento, muito movimento. Saíram das árvores e do lago inúmeros monstros, dezenas, e acompanhados de Titãns. Eram 4, eu não os reconheci mas soube que nenhum deles era kronos...
A morte de Crios tinha-os enfurecido. Olhei para os meus colegas e murmurei:
- Desculpem. Se sobrevivermos a isto eu compenso-vos
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Cláudia Silva em Qua Nov 02, 2011 7:46 pm

-Vai ter de ser uma grande recompensa...-murmurei, vendo o cenário.
Tentei reconhecer os titãs que restaram, e reconheci imediatamente Céos. Percebi que teria de ser eu a combatê-lo uma vez que ele era o Deus da inteligência, e eu era a única filha de Atena ali presente. Caminhei lentamente para ele, tentando distraí-lo.
-Ena ena, quem é ele...Céos, não é? Que tal a estadia no Tártaro? - perguntei, tentando distraí-lo, no entanto ele não tirava os olhos da minha faca. Dicidi tentar uma abordagem mais diplomatica. Guardei despreocupadamente a faca no meu cinto, tendo o cuidado de a deixar ao alcance da minha mão. Avancei agora num tom decidido e perguntei, num tom amigável e coloquial, sorrindo:
-Diga-me, o que acha da Teoria das Super-Cordas?
Ele sorriu, e começou a discursar como um professor numa sala de aula, despreocupadamente. Eu tive o cuidado de ir concordando com o que ele dizia, e fazendo comentários. Ele já se tinha esquecido da arma e da batalha em si, e mostrava-se impressionado com a minha inteligência. Estavamos os dois frente-a-frente, despreocupadamente. De repente, tirei a faca do cinto, e , ainda antes de ele se aperceber do que estava a acontecer, espetei-a no peito, enquanto ele se desfazia em pó.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Percy Lovegood em Qua Nov 02, 2011 8:57 pm

Dois titãs já tinham ido à vida, faltavam três. De repente, de uma silhueta escura e longínqua, avançava um titã na minha direção. Estava fixado na sua cara, tentando a reconhecer, foi então...:
- Prometheus?
- Sim, afinal não és assim tão burro - respondeu Prometheus.
- Herdaste a feição da tua mãe - disse.
- Pois, mas não vejo isso como uma virtude - disse Prometheus.
- Continuas o mesmo ladrão? Ou roubar o fogo de Zeus e dá-lo aos humanos foi algo passageiro? - perguntei.
- Isso a ti não te interessa, vamos ao que é importante - disse Prometheus.

Olhávamos os olhos um do outro, parecia os combates no velho oeste, uns minutos de silêncio e suspense e de repente instalava-se a confusão. Agarrava a minha espada como quem agarrava a vida, e instantaneamente a minha espada fica rodeada de raios. Despertei um ambiente de perigo sobre Prometheus, devido à minha espada.

Prometheus, como bom espadachim ataca pela direita, defendi-me de um forte ataque com o meu escudo, no entanto rebolei para perto dos seus pés. Aproveitei a situação e meti-o ao chão com os pés. Rapidamente conseguiu levantar-se, sabia que Prometheus era muito bom em lutas por isso, quando a estratégia não ajuda, utilizamos a inteligência. A água é um ótimo condutor elétrico, logo só tinha de o empurrar até ao lago da canoagem, mas como? Continuamos a luta como dois lutadores de boxe num campeonato. Até que algo estranho o fazia recuar no momento em que o atacava. Foi então que percebi que estava a manobrar o ar, algo estranho para mim, pois não tinha formação com os meus poderes. Continuei até chegar ao lago, e um forte golpe fê-lo tombar para a água. Nesse exato momento lancei um raio e já não se ouvia mais nada a não ser o barulho de quando ele explodia em "cinzas". Sem demoras, voltei para junto dos meus amigos.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Micaelis Martin em Qua Nov 02, 2011 9:19 pm

Quando vi qual era o meu adversario imortal fiquei aterrorizado. Era Hiperion, tita da luz. Seria um combate complicado. O tita avançou tao rapidamente que tive de saltar para o lado de modo a este nao me conseguir apanhar. Começei a lançar setas que se partiam contra uma especie de escudo invisivel. O tita riu-se e gritou:
- Porque nao lutas com a tua espada? Tens medo de lutar sem o teu arco, filho de Apolo?
Este tita esta mesmo a tentar manipular-me para lutar contra ele. E acho que a manipulaçao estava a resultar. Guardei o arco, retirei a espada do bolso e disse-lhe ironicamente:
- Contente?
Antes que ele pudesse responder começei a correr em direcçao do tita com a espada apontada a cabeça dele mas no ultimo segundo decidi fazer a coisa mais inesperda. Trespassei-lhe a perna com a espada e este caiu no chao. Começei a trespaça-lo com a espada ate ele ficar inconsciente e de repente este explodiu em cinzas.

PS: Como devem ter reparado nao consigo utilizar acentos atraves do telemovel.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  André Cavalheiro em Qua Nov 02, 2011 9:52 pm

Sentia medo, bom claro que sentia, estava rodeado de monstros. Reparei que enquanto os meus colegas iam matando os titans, alguns dos monstros iam desaparecendo. Outros morriam pela nossa espada. Já só faltava um titan ser derrotado quando vi uma serpente/mulher a aproximar-se dos irmãos de Apolo. Caminhei até ela e apercebi-me de quem era ela. Era Equidna, um monstro agil e poderoso. Corri até ela de espada na mão, porém sem escudo. Após tantos monstros o escudo tinha ficado rachado, por isso transformei-o num relógio. De manhã iria ter com os filhos de Hefesto e eles, colocariam o escudo como novo. A besta tentou atacar-me com a sua cauda, mas um relâmpago desceu dos céus para lhe acertar na cauda. A besta soltou um grito e tirou o arco e flecha das suas costas e apontou-nos a flecha. Disparou mas Claudia lançou a sua faca cortando a flecha em pleno andamento. A faca ficou presa numa arvore e agora estava indefesa. Equidna apontou-lhe uma flecha mas por sorte Micelis usou o seu arco e disparou uma flecha em direcção a medusa. Foi incrível, a medida que a flecha andava o primeiro raio de sol despertava iluminado a flecha e pondo a sua ponta em fogo. O arco do monstro ficou em chamas e tal como a sau mão. Eu e Jason avançados, lancei água para a medusa e ele um relâmpago, mas o truque estava a ficar famoso, e Equidna conseguiu fugir. Jason escorregou na agua. Por isso avancei para a besta. Fiz cortes pelo seu corpo mas ela atacou-me com a sua cauda fazendo-me cair. Olhei para Jason e tive uma ideia. Mais uma vez iria combinar os poderes de ambos.Fechei os olhos e concentrei-me pois era a primeira vez que iria experimentar aquilo. A minha mão começou a tremer depois o meu corpo e depois apercebi-me de que era a terra. ESTAVA A CRIAR UM TERRAMOTO. Abri os olhos e olhei para Jason:
- Agora é a ta vez!
Jason pareceu não perceber mas então entendeu.Olhou para os céus e gritou. De imediato as nuvens tornaram-se de trovoada e ventos fortes entraram na colónia. Ninguem se conseguia levantar devido á intensidade do tremor. Equidna caíra, então ordenei ás águas que a agarrasse e gritei:
- Mata-a!
Jason levantou-se mas foi Micaelis quem chegou primeiro. Porém a mão da besta agarrou-o. Uma faca veio em direcção ao monstro e espetou-se no seu peito. Era Cláudia. Micaelis libertou-se e cortou a cabeça de Equidna. Corri para Jason e disse:
- Definitivamente fazemos uma boa equipa!
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Alice em Qui Nov 03, 2011 5:42 pm

Certo. Quando vi que o que vinha a seguir eram Titãs, comecei a ficar nervosa. Uns monstrinhos eram uma coisa. Titãs eram outra completamente diferente. E, aparentemente, era um para cada. Sem saber bem qual escolher, afastei-me um pouco dos campos de batalha de cada um e fui observando as suas lutas.
- Olhem quem são eles, os meus amorosos bisnetos...
Virei-me e vi uma titã a falar comigo. Era a única que não estava a lutar com ninguém. Não foi preciso pensar muito para saber quem era. Avó de Apolo, deusa da Lua: Febe.
- Olá avozinha... Já não serás um bocado velha para isto? - tirei as minhas adagas e comecei a mover-me à sua volta. Ela era bela, para Titã, quero dizer.
- Muito engraçada... Vejamos como te aguentas. Talvez o melhor seria desistires já, não achas?
Enquanto dizia isto, atirou-se a mim, e foi por pouco que consegui saltar e desviar-me dela. Ao mesmo tempo, vi pelo canto do olho os meus amigos a meio de outra luta.
"Bolas! Já acabaram com os seus titãs e eu estou para aqui a molengar!"
Mais uma vez, desviei-me de um ataque da titã, mas decidi que estar só a esquivar-me não me levaria a lado nenhum. Pelo contrário, só ficaria mais cansada. Então, da próxima vez que Febe investiu contra mim, saltei para ela e agarrei-me ao seu pescoço. No entanto, não consegui sair ilesa: durante o salto, ela tinha arranhado as minhas pernas, que agora sangravam. Felizmente para mim, ela tinha ficado demasiado surpreendida pela minha atitude para poder reagir a tempo e, antes de ela poder recuperar do choque, já lhe tinha cravado uma adaga em cada lado da cabeça, levando-a a desfazer-se em pó.
No momento em que caí no chão, este começou a abanar violentamente, e por momentos pensei que fosse mais algum monstro terrível., mas depois olhei em volta e vi que era obra do André! Parece que ser filho de um dos três grandes sempre tinha as suas vantagens. A seguir ao terramoto, vieram nuvens e trovoada e, antes que pudesse juntar-me à luta com a Equidna, Cláudia e Micaelis acabaram com ela.
- Uau, malta! Isso foi espectacular!
avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Micaelis Martin em Qui Nov 03, 2011 6:09 pm

Equidna tinha umas garras tao afiadas que conseguiram atravessar o meu casaco de cabedal e cortar a minha pele. Acho que ninguem tinha reparado. Bem, enquanto nos reunimos de modo a planearmos o que deveriamos fazer, decidi discretamente ir para perto do rio. Tirei o casaco, rasguei a manga do braco esquerdo (onde a equidna me tinha agarrado), molheia no rio, enrolei-a a volta do ombro que estava horrivel. O ombro estava marcado por tres enormes "arranhoes" eram tao profundas que quase se conseguia ver o osso, podia-se dizer que tinha o ombro mutilado. De seguida, vesti o casaco de novo e virei-me para os meus amigos que estavam naquele momento a olhar na minha direcçao com um ar preocupado. Olhei para tras e la estava a coisa para tamanha preocupaçao: a floresta estava encher-se de chamas com mais de tres metros.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gigante...

Mensagem  André Cavalheiro em Qui Nov 03, 2011 7:13 pm

Demorei algum tempo, mas consegui apagar o fogo, fazendo um mini tsunami na direcção a floresta, o problema? O fogo não ficava apagado. Estava completamente exausto. Ajoelhei-me em frente ao lago. Não tinha mais forças. Tinha usado os seus poderes vezes demais naquela noite. E depois de três ondas gigantes, os meus olhos queriam se fechar, não aguentavam mais... Até que ouvi uma voz dentro de mim, era Poseidon.
Passaste por tudo isto para desistires quando só falta um monstrozinho?
Derrepente os meus olhos abriram-se. Reconheci o rosto do meu pai na água.
- André? estás bem? - Perguntou Alice.
- Não mas agr isso n importa. Só falta um monstro e não é mt poderoso segundo Posidon.
- Óptimo. E como apagamos o fogo? - Perguntou Cláudia.
- Não fasso ideia...
Nesse momento as nuvens escureceram, e o fogo apagou-se. Começou-se a ouvir passos. E tds nos sentíamos atraídos a ir ter com o monstro. Como se a beta fosse tão grande q tinha o seu próprio campo gravítico. E era verdade, reconheci o rosto do gigante,Encélado era o filho de Gaia.
- Um monstro não mt poderoso diz o teu pai? - Perguntou Cláudia.
- Ele tem msm de aprender a destingir o que é fácil para um Deus e o que é facil para um semideus.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Cláudia Silva em Qui Nov 03, 2011 7:38 pm

Ok, Encélado, pensei. Sim, já tinhamos combatido tanta coisa naquela noite...só faltava um gigante. Segundo o que André dissera este era o último. Olhei para os meus companheiros, a verdade é que estávamos todos exaustos. Mas iríamos ter de dar o tudo por tudo para acabar com Encélado. Eu sabia que a minha mãe já o fizera antes, mas ela era uma deusa, e nós éramos semi-deuses. Porém ela era só uma e nós éramos cinco...Como dizia aquele ditado? A união faz a força! Era isso, tínhamos de juntar todos os nossos poderes! Chamei os meus colegas para a minha beira e disse:
-Pessoal, já sei como poderemos derrotar o gigante, mas para isso vamos ter de juntar todos os nossos poderes. André, começas tu. Vais ter de criar um redemoínho de água em volta de Encélado. Jason, entras a seguir. Tens de criar um furacão, de modo a aumentares a velocidade do redemoínho do André. Micaelis e Alice, vocês farão a parte final: terão de disparar o maior número possível de setas em torno do redemoínho/furacão. Com a velocidade que elas irão adquirir, ficarão espetadas bem no centro do Gigante, e penetrarão muito mais sobre a pele dele. Vá lá pessoal, vamos ter de dar o máximo!

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  André Cavalheiro em Qui Nov 03, 2011 7:57 pm

Pequeno monstrinho pai a sério? Pequeno! ARGH! Dirigi-e para o lado e mergulhei, senti o poder da água a percorrer o meu corpo. Teria ficado ali o dia todo mas havia trabalho a fazer. As éguas elevaram-me e avancei com elas atrás comecei a rodopia-las. Avancei para o gigante e enviei as águas na sua direcção. Agora rodopiavam cada vez mais. Cada centímetro do meu corpo doía, ajoelhei-me e fechei os olhos ignorando as dores.
- Despachem-se não aguento muito mais sem desmaiar.


Última edição por André Cavalheiro em Qui Nov 03, 2011 8:03 pm, editado 1 vez(es)
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Percy Lovegood em Qui Nov 03, 2011 7:58 pm

Depois do meu amigo André ter criado o redemoinho de água em torno do gigante, sabia, segundo Cláudia, que teria de fazer um furacão. Lembrei-me que nunca antes tinha feito um furacão, por isso seria um enorme desafio para mim. Pensei em algo que me ajudasse, qualquer coisa, foi então que me lembrei da sensação que senti quando manobrava o ar para matar o titã Prometheus. Alguns dos nossos poderes são feitos a partir de sensações/emoções.

Tentei lembrar-me da sensação, e foi então que me ocorreu, fixei-a e tentei torna-la mais forte. Foi então que estendi as mãos em direcção do gigante, a Cláudia fazia uma cara de apoio, Micaelis e Alice observavam o poder de André, tinha de agir o mais rapidamente possível. Um fraco furacão formou-se à sua volta, e numa fracção de segundo tornou-se muito, mas mesmo muito mais forte. André sentiu um alívio, pois já não tinha de estar a fazer grandes esforços. Cláudia olhava fascinada e Alice e Micaelis olhavam-me com um ar… “Fantástico, ele conseguiu!”. Nuvens de trovoada formaram-se e raios eram projectados para o centro do furacão, onde estava o gigante.

Já não dependia de mim, agora era a vez dos “manos Apolo”, sei que a sua habilidade com flechas é algo fascinante, e nunca visto e têm uma pontaria magnífica.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Alice em Qui Nov 03, 2011 8:03 pm

Sim... Definitivamente um gigante era a maneira perfeita de terminar as celebrações de Halloween. Como se os titãs não tivessem bastado. E os mortos-vivos. E o que quer que os outros tivessem estado a combater na minha ausência. Felizmente, este devia ser o último e a Cláudia, numa fracção de tempo em que para mim seria impossível processar sequer o que se estava a passar, já tinha preparado uma estratégia de batalha organizada e eficiente. Quem me dera os miolos daquela miúda.
André e Jason começaram imediatamente a fazer a sua parte. Devo admitir que foi espantoso ver, uma vez mais, o poder dos filhos de deuses maiores. Mas agora não era altura para estar a admirar essas coisas: poderes como aqueles eram esgotantes, e tínhamos de nos despachar. Agora estava tudo nas nossas mãos. Posicionei o meu arco e, tirando flecha atrás de flecha, fui fazendo pontaria ao enorme redemoinho/tornado e, ao meu lado, Mike começou a fazer o mesmo.
- Só espero que isto seja suficiente...
avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Micaelis Martin em Qui Nov 03, 2011 8:08 pm

Estava pronto para fazer a minha parte do plano. Fui para o lado de Alice e comecei a disparar setas para o redemoinho/furacão sem parar, o meu ombro começara a doer-me mas não iria parar para ver como em que estado estaria o ombro, a não ser que quisesse vomitar. Começaram a aparecer os primeiros raios de Sol, senti-me logo revitalizado. Todas das setas já estava no redemoinho/furacão e começavam, como no plano de Cláudia, e começaram a espetar-se no centro do Gigante.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Percy Lovegood em Qui Nov 03, 2011 8:36 pm

Uns segundos depois, tudo parou, o meu furacão, o redemoinho do André... Vimos um enorme corpo deitado no chão e 2 segundos depois evaporou-se em cinzas. Estávamos todos exaustos, eu e André caímos no chão como pedras e Cláudia trouxe-nos a todos ambrósia e néctar. Espantosamente, a ferida de Micaelis curou-se com os primeiros raios solares. Ganhei energia instantânea com a ambrósia e o néctar. Levantei-me e pensei como iríamos reconstruir tudo o que foi destruído. Não notamos sinais suspeitos. As ninfas e os sátiros saíam agora das suas grutas de protecção. Estava tudo arruinado, à excepção da Casa Grande, que sobreviveu ao poderoso ataque de Halloween.

Estávamos curados e cheios de energia para reconstruir tudo, mas foi nesse momento que um homem apareceu e disse:
- Não se acanhem com isso.
Estendeu a mão e tudo foi reconstruido. Ficamos com um ar surpreso, Hefesto estava à nossa frente.
- Sim sou Hefesto, mas não estou sozinho - esclareceu Hefesto.

De repente, de trás dele apareciam todos os deuses do Olimpo, incluindo Dionisio com a sua "pança" grande. Cada um caminhou em direcção dos filhos, não conseguia avistar Zeus devido à confusão, todos corriam de alegria. Foi então, que ele apareceu atrás de mim e chamou-me com uma voz rouca, insegura e envergonhada:
- Jason, como tu cresceste! - disse Zeus.
- Pois, mas não foi graças a ti, sobrevivi sozinho a partir dos 5 anos, quando a mãe me abandonou sem dó nem piedade.
- Por favor, não me culpes - disse Zeus.

Seguidamente, ouviu-se a voz de Dionisio:
- Vamos celebrar, um banquete com os pais será a vossa primeira recompensa.
Gostava de saber se iria haver mais alguma recompensa, afinal estar com os nossos pais já era fantástico.

Mais tarde, no banquete, todos jantavam alegremente, como se nada tivesse acontecido. Vi Alice e Micaelis com o maluco do Apolo (hehhehe). Avistei também Cláudia com a bela Atena, e André com o seu poderoso pai. Todos nós estávamos felizes. *Tlin* *tlin*, ouviu-se...:
- Agora todos receberão um presente dos vossos pais, não sejam mal educados! - disse Dionisio.

Cada pai retirou de uma bolsa de couro embrulhos, rasguei o meu o mais rápido possível, agradecendo ao meu pai. Era uma espada, toda ela forjada em prata olimpiana, estava cravado no punho um sopro de vento e um raio, foi então que o meu pai me explicou que a espada aumentava a potencia dos meus poderes e fazia-me cansar menos. Depressa, corri em direcção dos meus amigos, que também tinham recebido um embrulho. Alice e Micaelis, receberam um arco fabricado em prata olimpiana e uma espécie de "mala" para flechas, as flechas foram fabricadas com as pontas em ouro olimpiano, disseram-me que as flechas nunca se acabavam. André recebeu um escudo em prata olimpiana (extremamente forte) e um canivete multi-funcional, era capaz de levar 5 pessoas numa bolha de ar através do oceano e fazia mais coisas fixes. Finalmente, Cláudia recebeu uma faca fabricada em ouro olimpiano, segundo a sua mãe, se a faca voasse para longe voltaria numa fracção de segundo para a sua mão.

Mais tarde, todos os nossos pais partiram e caminhávamos juntos para as nossas cabanas.
- Mal posso esperar pelo próximo Halloween - exaltei-me.
- Estás maluco, certo? - disse Alice.
- Não, quero mesmo receber mais presentes fixes - respondi.
- Ahh - disse Cláudia - não te esqueças que podes morrer antes disso...
- Tens sempre de estragar tudo (-.-') - concluí.


FIM

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Poseídon em Qui Nov 03, 2011 9:45 pm

Estiveram todos muito bem! Parabéns!

Prémios extra:

- 20 pontos para cada campo + 5 pontos oferecidos por Atena = 25 pontos para cada campo

- 20 Dracmas (oferecidos por Atena)

Bloqueado

_________________
avatar
Poseídon


Dracmas : Infinito
Poder : Deus dos Mares
Pégaso : Sicílus

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
1000/1000  (1000/1000)
Conhecimento:
1000/1000  (1000/1000)
Nível:
5/5  (5/5)

http://percyjacksonpt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hallowen no acampamento

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum