Percy Jackson Portugal
Faça o seu registo/login! É muito importante para poder usufruir das nossas actividades! Very Happy

Divirta-se! Razz

Caça da Bandeira - Nº 1

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Micaelis Martin em Sex Nov 18, 2011 11:28 pm

Aquelas cordas magoavam mesmo muito, principalmente quando nos prendiam contra uma árvore e nem se quer pudiamos falar. Ao menos tive tempo para pensar e rezando para que o Karma fizesse a sua justiça. Jason tinha ido ver a confusão, por isso estava na altura de me libertar das cordas. Fiz com que o Sol se focasse na corda e esta incendiou-se. Corri até ao Rochedo de Ares.


Última edição por Micaelis Martin em Sab Nov 19, 2011 2:43 pm, editado 3 vez(es) (Razão : Alterado a pedido de Poseidon.)
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  André Cavalheiro em Sab Nov 19, 2011 11:17 am

Então continuamos??
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Cláudia Silva em Sab Nov 19, 2011 11:58 am

Quando acordei estava amarrada a uma árvore. Estava atordoada. Lentamente, a minha consciência recuperou e lembrei-me do que acontecera. Jason e André tinham-me amarrado alí. Eles vão pagá-las, e bem caro, pensei. Olhei á minha volta. As minhas facas estavam a pouca distância dali, no lugar onde os meus adversários me tinham desarmado. Idiotas, ficaram tão contentes por me terem prendido que nem se lembram de tirar dali as facas. Torci-me na corda e, lentamente, fui puxando-a para baixo, até estar sentada no chão. Comecei a esticar-me para a frente, praguejando e gemendo de cada vez que os meus braços se torciam mais um grau. As lágrimas já me corriam abundantes pela cara quando consegui que os meus pés alcançassem Vulnéra. Arrastei-a lentamente até mim, torcendo-me em ângulos que antes pensei serem impossíveis. Quando ela estava à minha frente, rodei em redor da árvore para a alcançar com uma das mãos, e, com movimentos desajeitados, cortei as cordas que me prendiam. Os meus pulsos sangravam abundantemente. Felizmente, trazia ambrósia comigo, num dos muitos bolsos do meu casaco. Comi um pouco e todas as minhas dores cessaram. Os meus pulsos voltaram ao normal. Peguei em Sofía e olhei em redor, avistando o Rochedo de Ares, com a bandeira vermelha no topo. Caminhei lentamente até lá, sem fazer barulho. Foi aí que ouvi o retolhar de árvores, a longa distância. Subi rapidamente á arvore mais próxima, para me ocultar. Depois, comecei a ver um vulto. Pelos contornos das sombras, percebi que era Jason. Senti a fúria crescer dentro de mim. Rodei Sofía no pulso, pois queria ataca-lo com o punho desta, para o atordoar. Ele aproximou-se correndo. Quando se aproximou da minha árvore +parou, ouvindo o restolhar da minha movimentação. Rápida como uma flecha, aterrei nas costas dele, e atingi o topo da sua coluna com o punho de Sofía, concentrando toda a minha fúria no golpe. Ele caíu, e algo me disse que ficaria inconsciente por muito tempo. Peguei na sua espada e guardei-a no meu cinto, seria útil na batalha. Tirei um rolo de corda do meu casaco e comecei a trabalhar.
Usei um ramo da árvore como roldana e usei-a para içar o pesado corpo de Jason até meio desta. Atei as mãos dele em atrás da árvore, com a corda bem apertada. Depois amordacei-o bem. Por fim, o retoque final: passei a corda em redor da arvore e do corpo inanimado do filho de Zeus. Quando acabei, parecia que ele estava num casulo. Só deixei espaço para a cabeça. Se ele acordasse e tentasse usar raios para se libertar, incendiaria a árvore, juntamente com ele. Sorri. Ele dalí só saíria no final da batalha, quando o viesse buscar.
Saltei da árvore. Daquele ponto ninguém via Jason. Corri até ouvir os sons da batalha, para ver se alguém precisava de ajuda.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Percy Lovegood em Sab Nov 19, 2011 12:40 pm

Estava no escuro, numa espécie de casulo. Estava com dores em todo o corpo, uma dor de cabeça terrível. Não cairia no erro de lançar um raio na minha direção. Uns segundos de pois e caio no chão, o que fez com que eu ficasse ainda com mais dores. Arghh estava fechado ali dentro, mal me conseguia mexer. Foi então que apalpei o meu cinto, nas costas, com muita dificuldade, pois estava com os pulsos amarrados. Estava esperanças de ainda lá estar a faca que roubara a Micaelis quando o amarrei. Mas não estava, provavelmente tinha caído durante a batalha com Cláudia. Estava desesperado, não conseguia pensar em mais nada. Uns segundos depois e rasgou-se o casulo, tinha sido o fim da minha vida se a flecha fosse mais abaixo. Olhei para o tronco de uma árvore e duas flechas estavam presas no tronco:
- Ah, Alice, obrigado! - disse para mim.
Pela demora das flechas sabia que Alice estava longe. Estava com as mãos roxas, pois o sangue não circulava devido às cordas que me amarravam os punhos. Felizmente já não incendiava nada, sem muitos esforços, raios começaram a rodopiar-me nas mãos, incendiando as cordas. Estava desarmado, e segundo as coordenadas da Cláudia, já estava lutando com André. Estava desarmado, mas tinha os meus poderes. Comecei a andar na direção de Cláudia, com muita dificuldade pois ainda me doía a cabeça.

***

Estava atrás de umas árvores, e espreitava cuidadosamente a batalha entre André e Cláudia. Maginificamente, André já estava a começar exausto e Cláudia ainda com as energias em alta. André não aguentaria muito mais. Pelo canto do olho vi Maighel a tentar soltar-se das cordas. Sabia que mais minuto e menos minuto ele ia libertar-se. Aproveitei a situação, e corri em direção de Cláudia sorrateiramente. Maighel gritou:
- Cuidado Cláudia!
Cláudia virou-se para trás, mas já era tarde demais, já tinha a Anakulsmos em minha posse.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  André Cavalheiro em Sab Nov 19, 2011 12:55 pm

Claudia estava agr de costas para mim e deu-me a oportunidade de atacar. Ergui a minha espada e fiz um prufundo corte nas suas costas. De seguida Jason atacou-a pela frente e espetou a espada na barriga de Claudia. Sabia que aquilo era demasiado mau para ela! Se ninguém a ajudasse poderia mesmo morrer. Retirei o meu canivete e disse a Jason:
- Tapa a boca de Maighel, eu vou só tratar um pouco da ferida para ela sobreviver.
Assim o fiz. O meu canivete soltou alguma água, e eu ordenei que curasse parte da ferida de Claudia. Ainda estava com mau aspecto, mas ela iria sobreviver. Revistei-a e retirei a ambrósia do seu bolso. Bebi o que subrava, e nesse momento comecei a sentir-me melhor, como se tivesse acabado de acordar.
- Onde está Micaelis?
Jason fechou os olhos e quando os abriu disse:
- Quase ao pé do rochedo de Ares.
-Bolas temos de lá chegar primeiro! Mas como?
Olhei em volta e tive uma ideia. Assobiei o mais alto possível e dos céus desceu um pégaso lindíssimo. O meu Pégaso.
- Jupiter! Não temos tempo a perder leva-nos até ao rochedo de Ares.
Eu e Jason montamos no pégaso, deixando Cláudia inconsciente no chão, apenas com umas algemas fortes nos tornozelos e pulsos. Chegamos ao objectivo num instante. Aterramos mesmo ao lado da nossa bandeira e á nossa frente estava Micaelis. Olhei para Jason e ambos soubemos o que fazer. Usei alguma água dos campos de morangos e atirei-a contra Micaelis que ficou incharcado. No mesmo momento um relampago desceu dos céus e acertou-lhe. Deixando-o inconsciente.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Cláudia Silva em Sab Nov 19, 2011 3:17 pm

Lentamente acordei. Tinha 2 cortes pouco profundo, mas sabia que ja tinha tido uma profundidade maior. Procurei ambrósia no meu casaco, mas ela já lá não estava. Olhei á minha volta. Mais uma vez, Jason e André tinham deixado as minhas armas a meu lado. Libertei Maighel, que disse que os outros estavam no rochedo de Ares. Ele cantou uma canção que fez os meus cortes sararem.
-O Jason e o André foram de pégaso. Podíamos fazer o mesmo. Precisamos de nos despachar. - disse Maighel.

Assim fiz. Assobiei e logo vi Minerva vir na minha direção. Voámos rapidamente até ao Rochedo de Ares, onde os nossos adversários já tinham deixado Mike inconsciente.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Micaelis Martin em Sab Nov 19, 2011 3:51 pm

Acordei e senti a terra húmida do campo de morangos. Tentei levantar-me mas senti uma espada contra as minhas costas. Era André, quem estava a espetar-me a espada nas costas. Fiz com que o Sol escalda-se a espada de André e este largou imediatamente com a mão queimada. Peguei na espada dele rápidamente e desferi-lhe um golpe com o punho da espada na cabeça, fazendo com ele caisse no chão. E então, reparei que Jason estava a despeçer do Rochedo de Ares. Vi que ele tinha parado e estava a olhar para o céu. Olhei para onde ele estava a olhar e vi Cláudia e Maighel montados num belo pégaso.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Percy Lovegood em Sab Nov 19, 2011 4:27 pm

Micaelis começa a levantar-se, e eu virei o olhar para o pégaso que estacionara uns metros à minha frente. André estava inconsciente e eu estava sozinho. Três contra um, numa batalha é impossível. Tive que usar os meus poderes. Rapidamente, concentrei-me como nunca me concentrei. Lancei uma rajada de vento forte contra o pégaso, este como tinha penas, voou para trás e fugiu assustado. Maighel e Cláudia caíram de cara no chão. Micaelis aproximava-se com espada na mão, comecei a lançar raios à minha volta e ele deu um passo atrás, pois se avança-se morria eletrocutado. Maighel e Cláudia começavam a levantar-se, fiz com que Micaelis caísse para trás com uma simples rajada de vento e corri em direção de André. Cheguei ao pé dele e rapidamente toquei-o no peito, um simples choque elétrico percorreu-lhe o corpo. André ainda estava inconsciente. Maighel e Micaelis avançavam na minha direção de espadas no ar prontos a despedaçar-me, foi então que um fenda no chão separou-nos. Cláudia escapara para o nosso lado. Maighel e Micaelis estavam desesperados. André disse que controlava os manos enquanto eu, bem... ajustava contas com Cláudia. Tinha as minha novas adagas escondidas nas minhas costas em caso de emergência e a minha nova lança estava equipada nas costas também. Estava um bocadinho exausto, pois tinha usado os meus poderes. Peguei na minha arma especial que me foi oferecida no dia de Halloween. Incrivelmente leve, a Anaklusmos meteu-me os braços pesados de tanto lutar, mas aquela espada era perfeita para o momento.
Ambos avançamos pela direita, desferi um golpe forte mas Cláudia, ágil como as cobras, desviou-se rapidamente. Enquanto Cláudia se desviava consegui, pelo menos, fazer um corte no seu ombro. Cláudia levantara-se rapidamente fazendo um corte nas minhas costas. Gritei de dores, nesse instante Cláudia preparava-se para me por inconsciente outra vez, mas fui mais esperto. Ela desferi um golpe muito forte, e a sua espada apenas cortou terra, pois desviei-me rapidamente. Isto foi o suficiente para a enfurecer ainda mais. Ela investe na minha esquerda e quase me cortou a mão esquerda, mas apenas fez um corte profundo. Corria sangue abundantemente. Cláudia era mesmo muito boa em batalhas. Cláudia agora sorria, só conseguia usar uma mão, e preparava-se para me atacar outra vez. Foi o que aconteceu, mas esquivei-me, agarrei nos seus cabelos e na minha adaga que apontei ao seu pescoço. Obriguei-a a largar a espada, e ela fez-lo. Larguei-a e rapidamente amarrei as suas mãos e os seus pés. Equipei a sua espada e as suas restantes armas em mim. Arrastei-a em direção de uma árvore. Com os meus poderes fui capaz de a subir rapidamente. Amarrei uma corda a um galho alto e pu-la de cabeça para baixo amarrada na corda do galho. Fiz com que não afetasse os seus pés, mas se ela se mexe-se muito, caía de cabeça no chão e ficava sujeita a perder os sentidos. André já estava em problemas, os manos chamaram outra vez o pégaso. E André estava a ser atacado por dois mestiços ao mesmo tempo.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  André Cavalheiro em Sab Nov 19, 2011 4:54 pm

Assim que vi o pégaso inimigo chegar sabia que n me tinha de preocupar, pois Jupiter trataria dele.Estava com uns problemas na luta contra dois filhos de Apolo, mas Jason chegou rápido. Nem foi preciso falar para ele perceber que ele ficava com Maighel e eu com Micaelis. Estava muito calor, e sabia que isso era obra dos meus inimigos. Fechei os olhos por um segundo e grandes jactos de água começaram a sair do chão. Como era um campo de morangos era regado regularmente o que o fazia abundante em água. Os jactos transformaram-se em mãos que faziam o que eu fazia. Investi contra Micaelis, que estava espantado com tal bruxaria, perguntei-me se Alice já estaria no punho de Zeus. Micaelis caiu, e tossiu muito. Era óbvio que estava contente por voltar a respirar. Tinha de por um fim a isto de uma vez. As mãos investiram de novo para MIcaelis agarraram-no e ergueram-no no ar. Depois tornaram-se numa grande bola de água em volta dele. Ordenei para que a última mão restante tb colocasse Maighel dentro dela. Assim aconteceu, agora ambos os irmãos estavam dentro da bola de água. Mas como podia ser tão estupido? Eles eram filhos de Apolo. Quando me apercebi já era tarde, a bola de água estava praticamente evaporada. Preparei a minha lança e o meu escudo e ataquei. Ele, e eu éramos os melhores lutadores da colónia, a única diferença eram os meus 5 pontos a mais de habilidade. Quando Jason e Maighel estavam já prestes a acabar a batalha, a nossa ainda mal tinha começado. Olhei para o lado por momentos, e vi o meu colega, e Maighel a desaparecerem de novo na floresta. Olhei para o meu oponente, tinha de arranjar uma estratégia, e rápido...


p.s. Dei-vos uma vantagem n abusem!!!
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Micaelis Martin em Sab Nov 19, 2011 5:51 pm

Aquelas enormes mãos não me deixavam respirar, era como se me estivesse a afogar. De repente estava numa bolha de água com o meu irmão, Maighel. Não era muito fácil pensar em maneiras de nos salvarmos quando estamos debaixo d'água e aparentemente não há saída. Mas depois lembrei-me que poderíamos evaporar a água, fiz sinal a Maighel para que ele me ajuda-se a evaporar a água. Bolhas de ar começavam-se a formar á volta do nosso corpo, era como estar dentro de uma chaleira, a água aquecia cada vez mais até que evaporou completamente. Cai no chão, tossi toda água que tinha engolido e avancei na direcção de André. Estava na altura de continuar a lutar. André era um óptimo guerreiro, tinha de ser cauteloso nesta luta. O meu plano era lutar contra ele apenas com a espada, se André decidisse utilizar os seus poderes sobre a água, ai usaria o Sol em meu proveito. Eu ataquei com um golpe direccionado à perna de André mas ele conseguiu defendeu-se. André tentou atacar-me o braço onde eu segurava a espada, rapidamente coloquei a espada na horizontal de modo a defender-me do ataque. Este combate poderia durar muito tempo se nenhum dos dois conseguisse desferir um golpe no adversário.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Percy Lovegood em Sab Nov 19, 2011 9:27 pm

Maighel e eu lutávamos intensamente. Os nossos braços estavam pesadíssimos, o que mais desejava fazer era dormir uma longa sesta. Maighel com um golpe perfeito, fez-me atirar a espada para longe, estava desarmado. Maighel preparava-se para acabar comigo, mas não poderia acabar assim. Tentei arranjar uma fonte de energia dentro de mim, e segundos depois, uma fortíssima rajada de vento fez com que ele recuasse 10 metros. Ele preparava-se agora para se levantar e pegar na sua espada que estava a uns 2 metros dele. Reparei como ele estava de olhar fixo na espada, por isso lancei um raio na sua espada mesmo no momento em que ele ia pega-la. Ele largou-a rapidamente, pois estava muito quente. Peguei na minha lança e apontei-a ao seu peito. Raios começaram a rodopiar na ponta da lance e um toque era o suficiente para o meter inconsciente. No momento em que me preparava para tocar nele com a lança, a ponta derreteu. Milagrosamente, Maighel conseguiu derreter a ponta da minha lança. Só me restavam as adagas que continuavam escondidas. Maighel estava perto de uma árvore. Atirei uma das adagas que o agarrou na T-shirt e prendeu-o na árvore. A adaga ao passar pela T-shirt, fez-lo um corte no ombro também. Corri na sua direção e amarrei-o as mãos e os pés e tapei a sua boca, deitei-lhe numa parte difícil de o encontrarem. Equipei-me com as minhas armas, incluindo a lança que iria para a cabana de Hefesto. Corri na direção de André, sabia que não tardava e Maighel se libertava das cordas.

***
André e Micaelis continuavam a lutar. No exato momento em que me preparava para o atacar de costas, ele fez-me um corte, não muito profundo, na barriga. Foi o suficiente para me por ao chão e gemer de dores. Dores estas insuportáveis e que me faziam doer os músculos. Mal me conseguia mexer, e parecia que tinha perdido a fala.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  André Cavalheiro em Dom Nov 20, 2011 6:39 pm

onde está o texto do Maighel? tava aqui ainda agr
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Cláudia Silva em Dom Nov 20, 2011 7:03 pm

Eu estava a entrar em pânico. Se há coisa que assusta uma filha de Atena, é a possibilidade de ficar sem oxigénio no cérbero. Felizmente, um minuto depois, Maighel chegou, e, cuidadosamente, libertou-me das cordas.
-Obrigada!- Exclamei eu. - Como está a batalha?
-O Jason também me prendeu, mas eu convoquei uns raios de Sol e libertei-me rapidamente. A Alice deve estar quase a conseguir chegar ao Punho de Zeus, e a luta entre o Micaelis, o André e o Jason não está a correr bem para nós.. - relatou rapidamente ele, visivelmente preocupado.
-Depressa, vai ajudar o Mike. - disse eu - Eu levo a Minerva e tento impedir a Alice de alcançar a nossa bandeira.
Eu já estava a chamar Minerva quando ele gritou:
-Hey, acho que isto te pertence!
Eu virei-me e sorri.
-Obrigado, é a Sofía! Vou precisar bem dela...

Montei Minerva e parti a toda a brida para o Punho de Zeus, colocando-me entre Alice e este.
-Tu não vais a lado nenhum, minha menina! - Exclamei eu.
Ela riu-se e tentou lançar-me uma flecha, mas eu rapidamente me desviei, ainda montada em Minerva, e coloquei-me por detrás dela, puxando-a para o meu pégaso e apontando-lhe Sofía á garganta.
-Muito bem, -sorri - agora vais ficar quietinha.

Parei o pégaso num local escondido, rodeada por árvores, e prendí-a tal como fizera a Jason. Peguei no arco e nas flechas dela, voltei a montar Minerva e regressei a toda a brida para o centro da luta, para ajudar os outros.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  André Cavalheiro em Dom Nov 20, 2011 7:42 pm

Lindo pensei eu. Eu contra três semi-deuses cheios de raiva e com sede de vitória.
- Ei, pessoal! Vamos ter calma e falar sobre o assunto... - Disse com alguma esperança. Mas eles não recuaram. - Já vos disse que estão lindos hj?
assim que ouviram as palavras saírem da minha boca atacaram, o seu erro foi não atacarem juntos. Fizeram uma espécie de fila e atacou um de cada vez, e com isso eu conseguia lidar. A primeira foi Cláudia que me atacou com uma faca. Defendi com um escudo, dei-lhe um pontapé na barriga e um corte com a espada. Sem dar tempo Micaelis atacou, fazendo-me um profundo corte na barriga, mas n me contorci, como ele queria e ataquei rapidamente. Ataquei o seu ombro ele desviou-se por isso bati-lhe com o meu escudo, e ele caiu para trás derrubando Maighel. Voltei-me rapidamente para trás ainda a tempo de me defender da facada de Cláudia mas ela tinha dois punhais e por isso um deles chegou-se á barriga fazendo-me um grande corte. Já no chão afastei-a com um pontapé na barriga ma contorcia-me de dores. Micaelis atacou com a sua espada, e eu defendi-me com o escudo. Maiguehl aproveitou eu estar destraido e deu-me um forte pontapé no local onde estava ferido. Gritei de dores. Mal conseguia permanecer acordado. Claudia arrancou-me as armas da mão. E Maighel colocou o seu pé em cima de mim como um cinal de vitória. Juntos avanssaram para a bandeira. Tentei, fazer com que a água dos morangos curasse a minha ferida mas, a ferida era profunda e iria demorar a sarar. Olhei a equipa adversária avançar alegremente quando me lembrei do meu canivete, foi então que disse nas minha últimas forças.
- Ei, eu posso estar fraco para usar os meus poderes. Mas quem precisa de poderes quando têm um canivete dado por Poseidon?
Espetei o canivete no chão e um violento terramoto emergiu na terra. Fendas apareceram no chão. Maighel caiu e bateu numa pedra ficando inconsciente. As pernas de Claudia ficaram submersas numa fenda. A rapariga tentava sair mas n conseguia. Por último Maiguel tentou correr até á bandeira, mas tropeçou e caiu do rochedo, ficando também inconsciente. Por fim o terramoto parou. Ouvi os lamurios de Claudia que continuava presa e n conseguia sair dali sem ajuda. Usei o canivete para fazer a água curar-me mais depressa e em poucos minutos já me conseguia levantar. Tentei dar um passou mas desequilibrei-me e cai. Felizmente Uma mão amiga apareceu era Alice.
- Cuidado, estás muito ferido acho que não consegues andar sem ajuda. Uaoh foste tu que fizeste isto tudo?
- Sim, como é que...
- Usei o sol para incendiar as cordas e libertei-me senti o terramoto e achei melhor vir cá ajudar.
- Óptimo, achas que podes tratar da ferida no caminho para o punho de zeus?
- Como é que posso curar, e andar ao mesmo tempo?
- Não é preciso temos o Jupiter o meu pégaso.
- hum então chama-o que eu vou acordar o Jason e amarrar esta gente toda! - Disse ela com um sorriso.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Percy Lovegood em Dom Nov 20, 2011 9:07 pm

Alice acordou-me mas a ferida ainda lá estava, reparei que afinal era bem profunda e que tinha um comprimento de 35 cm (aproximadamente). Alice pôs as suas mãos sobre a minha enorme ferida, pronunciou algo que não percebi, pois gemia de dores e, milagrosamente, a ferida desapareceu e fiquei cheio de energia.
- Vou-os amarrar e atirar as suas armas para um sitio onde não as descubram - disse Alice.
- Okay, vou pedir a André uma atualização do que se passou.
Caminhei em direção do André e ele atualizou-me tudo o que se tinha passado.
- Vais com Alice no teu pégaso? - perguntei eu.
- Sim, vamos em direção do Punho de Zeus.
- Okay, só perguntei para saber se era necessário chamar o Black Pearl, e pelos vistos é necessário.
Assobiei, e uns segundos depois vi uma enorme mancha no céu, era o Black Pearl que voava na minha direção. Alice preparava-se agora para voar. André e Alice montaram Jupiter e eu o Black Pearl.
Uns segundos depois e estávamos no ar a uma velocidade incrível. Senti-me tão bem naquele momento, o ar a bater-me na cara fazia-me descontrair e ganhar mais forças.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Alice em Dom Nov 20, 2011 9:28 pm

Libertar-me não tinha sido fácil. Apesar de ter direccionado a luz para o mais longe de mim possível, as cordas ardiam depressa e quase que me tinha queimado. A queda também não foi nada agradável. Fiquei com a impressão de ter partido alguma coisa, mas não parecia ser nada de grave e eu não iria desperdiçar o meu tempo com isso. Não podia ser de outra forma, pois em breve anoiteceria e eu ficaria fraca. No entanto, o mesmo aconteceria aos meus irmãos. Por falar neles, Jason e André deveriam estar em batalha. Talvez não fosse uma má ideia ir ver se precisavam de ajuda. Suspirei e comecei a correr na direcção do Rochedo de Ares.
- Certo! Onde é que aqueles dois se meteram?

Estava quase a chegar ao meu destino quando a terra começou a tremer. Achei que era melhor ficar parada até que os tremores cessassem. Quando isso aconteceu, retomei a minha corrida.
Quando cheguei ao pé do Rochedo, fiquei espantada. Parecia que a luta tinha sido renhida. Vi André no meio da confusão e fui ter com ele. Depois, fui acordar Jason e tratar das suas feridas. Feito isto, estava na altura de irmos caçar a bandeira azul.
Montei o pégaso de André e começamos a voar. Enquanto sobrevoávamos a floresta, comecei a cantar e a curar as feridas de André. O Sol já se punha e a escuridão era cada vez maior, fazendo-me sentir os meus poderes a enfraquecer. Pelos vistos, isto ia demorar.
- Como é que ficaste assim? Até parece que enfrentaste uma manada de centauros!

Quando aterramos, já era noite cerrada.

avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Poseídon em Dom Nov 20, 2011 9:40 pm

/ Tópico Fechado /

Desfrutem da "Grande Profecia".
Os vencedores e os respetivos prémios serão publicados muito em breve.

_________________
avatar
Poseídon


Dracmas : Infinito
Poder : Deus dos Mares
Pégaso : Sicílus

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
1000/1000  (1000/1000)
Conhecimento:
1000/1000  (1000/1000)
Nível:
5/5  (5/5)

http://percyjacksonpt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Poseídon em Sex Nov 25, 2011 7:10 pm

A equipa vermelha conseguiu apanhar a bandeira em primeiro lugar!

Muito parabéns!

Prémio: 20 pontos Ataque/Defesa/Habilidade + 30 Dracmas

Para os que perderam, a equipa oferece 5 pontos de cada.

_________________
avatar
Poseídon


Dracmas : Infinito
Poder : Deus dos Mares
Pégaso : Sicílus

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
1000/1000  (1000/1000)
Conhecimento:
1000/1000  (1000/1000)
Nível:
5/5  (5/5)

http://percyjacksonpt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caça da Bandeira - Nº 1

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum