Percy Jackson Portugal
Faça o seu registo/login! É muito importante para poder usufruir das nossas actividades! Very Happy

Divirta-se! Razz

A Grande Profecia - Nº1

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Oráculo em Ter Nov 15, 2011 10:03 pm

A Grande Profecia realizar-se-á uma vez por mês. Nesta profecia podem participar quem quiser através de uma inscrição. Funciona exatamente como nas outras missões, mas têm de trabalhar em grupo. Deverão organizar-se no Chat, caso contrário, poderá tornar-se numa confusão e a grande profecia poderá ficar sujeita a uma suspensão.

Inscrição: "Eu participarei na Grande Profecia."

Profecia:
Para Norte caminharão,
Perigos terão de enfrentar,
Novas amizades irão fazer,
O raio de Zeus encontrarão,
Para o Olimpo viajarão,
Recompensados serão.


Início: 20/11/11
Fim: indeterminado

Depois desta profecia não poderão voltar em missão durante uma semana.

Membros In:
- Maighel Fox;
- Micaelis Martin;
- André Cavalheiro;
- Jason Grace;
- Alice;
- Cláudia Silva.
avatar
Oráculo


Dracmas : 10

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Maighel Fox em Ter Nov 15, 2011 10:04 pm

"Eu participarei na Grande Profecia."
avatar
Maighel Fox


Dracmas : 38,5
Poder : Sol
Pégaso : Nenhum

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Micaelis Martin em Ter Nov 15, 2011 10:15 pm

Eu participarei na Grande Profecia.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  André Cavalheiro em Qua Nov 16, 2011 10:22 am

"Eu participarei na Grande Profecia.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Percy Lovegood em Qua Nov 16, 2011 10:35 pm

Eu participarei na Grande Profecia.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Alice em Qua Nov 16, 2011 10:36 pm

Eu participarei na Grande Profecia.
avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Cláudia Silva em Qui Nov 17, 2011 3:59 pm

Eu participarei na grande profecia.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

INÍCIO

Mensagem  Atena em Dom Nov 20, 2011 9:59 pm

Que a Grande Profecia comece.

O sol de uma magnifica tarde de outono, iluminava os seis heróis que em breve partiriam para dar início à Grande Profecia: os três filhos de Apolo, Micaelis, Maighel e a sua irmã Alice, Cláudia, filha de Atena, André e Jason, descendentes dos Senhores do Céu e do Mar. Equipados com as suas armas e escudos, e cada um acompanhado do seu respectivo pégaso (aqueles que não possuíam um próprio, levavam um da colónia), faziam os últimos preparativos. Uma pequena quantidade de ambrósia e néctar, alguma comida e dinheiro humano eram distribuídos pelo Director de Actividades.

Finalmente, depois de estarem todos prontos, prepararam-se para partir.
avatar
Atena


Dracmas : Infinito
Poder : Deusa da Sabedoria
Pégaso : Amadeo

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
1000/1000  (1000/1000)
Conhecimento:
1000/1000  (1000/1000)
Nível:
5/5  (5/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Percy Lovegood em Dom Nov 20, 2011 10:19 pm

Antes de começar na missão propriamente dita, gostaria que lessem esta carta que deixei para o Senhor D.:

Caro Senhor D.!

Se for à reserva de Néctar e Ambrósia e der por falta de algumas coisitas, por favor não fulmine todo o acampamento. Como mestiço prevenido, a quantidade de Ambrósia e Néctar que irão nos distribuir antes de partirmos em missão não será o suficiente, por isso, ontem à noite passei "os cinco dedos" na reserva. Espero que veja o lado bom da situação, estou a fazer isto para o bem de nós e do Olimpo, pois Zeus não terá paciência para falhanços na missão à procura do seu raio.

Atenciosamente!

Jason Grace


Bom agora já sabem porque não levei comigo ninguém, tive de equipar o pégaso com tudo o que preparara e que "roubara". Chega de tagarelice e avancemos para a missão.

Como filho de Zeus, e excelente orientador em voo, tinha de ir à frente. Dei uma pancadinha no dorso de Black Pearl e comecei a voar, juntamente com os meus amigos. Segui em frente a grande velocidade, sabia que tínhamos de nos despachar, não tarda nada e o céu começava a escurecer e os pégasos ficariam cansados. De repente começou a chover e o dia já se escondia. Não iria permitir que ficássemos doentes, e fiz um escudo de ar à nossa volta. Uns minutos depois, começamos a avistar um amontoado de luzes. Uma cidade, talvez.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  André Cavalheiro em Dom Nov 20, 2011 10:55 pm

Tinha a minha mochila nas costas e estava montado em Júpiter, sentia-a o vento na cara, e tinha pedido a Jason para me deixar apanhar a chuva. Adora sentir a água a bater na minha pele. Já andava na colónia há bastante tempo, e sabia ver se estava noite de trovoada ou não. A verdade é que estava. As nuvens, eram de trovões, mas nada se ouvia nos céus. Este foi o primeiro momento em que me apercebi verdadeiramente da importância da missão. Sem o raio, o rei dos céus estaria indefeso, quer dizer, não é bem indefeso apenas mais exposto. Qualquer inimigo dos deuses minimamente inteligente escolheria esta altura para atacar... O que era mau. Fizemos a noite inteira de viagem, vendo sempre aquelas luzes, que pareciam estar presas ao horizonte. Parecia que era impossível alcança-las. Foi então que disse:
- Estamos a tentar chegar àquelas luzes a mais de quatro horas! É impossível estarem assim tão longe!
- Também estava a pensar nisso! - Disse Jason.
- Eu acho que é a maneira de os Deuses nos dizerem onde devemos ir! - Disse por fim Cláudia.
- Então achas que quando atingirmos as luzes atingi-mos o sitio onde o raio mestre está? - Perguntei.
- Sim. - Disse Cláudia.
A ideia de Cláudia tinha os seus fundamentos mas mesmo assim, era estranho... no entanto acenei a cabeça e continuei...
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Percy Lovegood em Seg Nov 21, 2011 6:14 pm

Não acreditei no que Cláudia disse. Visto a importância do raio, e se os deuses sabiam a sua localização, nunca mandariam um bando de mestiços à sua procura. Depois de ter caído na noção do tempo, comecei a suspeitar que aquilo poderia ser alguma ilusão, talvez um monstro. No entanto, não disse nada sobre isso aos meus amigos. Avistei outro amontoado de luzes, mas mais fracas. Uns 5 minutos e chegávamos lá. Pelo que vi enquanto avançava parecia-me uma pequena cidade abandonada, no entanto um placar de neon piscava intensamente *"Sonhos Felizes"*, foi o que consegui descodificar. Pelo nome parecia-me alguma estalagem de passar algumas noites apenas. Talvez de duas **, o que era suficiente. Juntei os braços e uma névoa densa cobriu-nos, aterramos no parque de estacionamento da estalagem sem levantar suspeitas.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  André Cavalheiro em Seg Nov 21, 2011 7:07 pm

Ainda conseguia ver as luzes distantes, aquelas que tínhamos seguido a noite inteira. Mas a verdade é que tínhamos apenas algumas horas até o sol nascer, e precisamos de descansar, para no dia seguinte continuarmos a nossa busca. No meio de tantas casas abandonadas, aquela estalagem parecia estranha. Arranjamos um sitio para guardar os Pégasos. Dei um pouco de ouro a Júpiter (era a única coisa que ele comia) e despedi-me dele mentalmente combinando um sinal para caso ele precisasse de ajuda. Avançamos para a estalagem quando entramos encontramos uma senhora de idade na recepção. Dei um paço em frente e falei.
-Boa noite queríamos passar aqui a noite será que é possível?
- É claro que sim! Mas temos um pequeno problema vocês terão de partilhar quartos, pq vcs são seis e nós apenas temos três quartos.
Olhei para os meus colegas e depois de pensar um pouco disse:
- Suponho que as senhoras queiram ficar juntas. - Disse para Alice e Claúia que acenaram positivamente com a cabeça. - E os irmão também certo? - Perguntei a Maighel e Micaelis que também acenaram depois olhei para Jason e disse. - E sobramos nos os dois ok? - Ele acenou também.
- Muito bem dê-nos a chave dos três quartos, o dinheiro não é problema. - Disse virando para a senhora. Era verdade que no campo n os tinham dado pouco dinheiro mas, eu tinha trazido muito mais das minhas poupanças.

*

Estávamos exaustos e assim que chegamos á cama deitámos-nos. Eram por volta das sete da manhã quando ouvi um barulho. Tinha sido treinado para estar atento por isso abri logo os olhos e á minha frente uma mulher com grandes olhos e serpentes na cabeça. Era a medusa mas já era tarde. Já tinha olhado para os seus olhos nalguns segundos iria transformar-me em pedra. Nada aconteceu, mas sem exitar a mulher avançou com o seu punhal. Activei o meu escudo de prata olimpiana e o meu relógio transformou-se. Peguei na minha espada que estava na mesa-de-cabeceira e avancei em batalha. Percebi então que ela n era a medusa.
- És um gorgon n és? Uma das irmãs de medusa!
- Sim, jovem semi-deus!
- Sangue do teu lado direito do corpo mata, e sangue do teu lado esquerdo cura!
-Sim, certo mais uma vez. Mas n compreendo pq te interessas tanto por isso se vais morrer!
Ela atacou e eu defendi com um escudo. Fiz-lhe um corte no braço e avancei. Ela era lenta, e queria muito atacar, esquecendo-se da defesa. Desarmei-a facilmente e apontei a espada á sua garganta. Por fim olhei para a cama de Jason e vi que ele n estava lá.
- O que é que lhe fizeste?
- O filho de zeus? Seria uma boa caçada, mas já n estava cá quando cheguei.
Fiquei imediatamente preocupado. Sabia que existiam dois Gorgons e estavam sempre juntos por isso o outro devia estar por aqui.
Curtei o braço esquerdo do monstro e depois o direito e por sim cabeça depois pousei as minhas armas e corri para a minha mochila. Lá tinha um frasco, enxi-o com sangue de Gorgon para curar qualquer ferida e corri para o corredor onde vi Jason.
- O que se passa? - Perguntou ele.
- Esta aqui um gorgon num dos quartos deles! - Disse eu.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Micaelis Martin em Seg Nov 21, 2011 7:41 pm

Ainda bem que encontramos uma estalagem. Eu não gosto lá muito da noite por estar sobre o dominio de Artémis, gémea de Apolo e digámos que uma "caçadora" de homens (devia ser uma deusa simpatia Cool ) Entramos estalagem onde os meus amigos começaram a negociar com a recepcionista, generente ou, se quisessem, velha assustadora que atende as pessoas e recebe o dinheiro. Enquanto negociavam, eu fiquei a olhar para a decoração, como a velha, assustadora e antiga da estalagem. Haviam candieiros poeirentos; cadeiras antigas, que desconfiava que ao minimo toque elas se partiriam; fotografias a preto e branco e pinturas a óleo. Já tinham acabado de negociar com a velha, o que não foi muito dificil.

...

O quarto que partilhava com Maighel era antigo, poeirento e sem cor. Sentei-me na cama depois de sacudir o pó. Mas rápidamente levantei-me pois alguém batia à nossa porta. Quando abri a porta, vi que era André.
- Acabei de lutar contra uma Gorgon! - disse André rápidamente - Foi o 1ºmonstro desta missão.
- Lindo, o 1º monstro e ninguém me chamou para lutar com ele. - disse eu.
De repente, começei a ver Jason, atrás de André.
- Bem, é melhor fazermos turnos para o caso de haverem mais monstros por perto. - disse Jason.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Cláudia Silva em Seg Nov 21, 2011 8:10 pm

Estava eu a dormir profunda mente quando ouvi umas pancadas aflitas na porta. Um coro de vozes gritava algo que eu não comprendi. Murmurei algo menos delicado, voltei-me para cima, e tentei voltar a dormir, nem cheguei a abrir os olhos. Segundos depois, senti algo que se parecia cobras a deslizar sobre a minha face. O susto foi tão grande que fiquei logo desperta.
Uma górgona estava inclinada sobre mim, preparando-me para atacar. Fiquei lívida de espanto, com o suor a escorrer-me pela testa. Percorri a mesa decabeceira poeirenta com a mão á espera de encontrar uma das minhas facas. Com a pressa, desiquilibrei-me e caí a baixo da cama. Só me lembrei de fazer uma coisa:
-GÓRGONA! - gritei, desalmadamente. Os rapazes entraram logo no quarto, de armas em riste, e rapidamente mataram o monstro. Alice acordou, sem perceber o que acontecia. Só aí me lembrei que tinha as facas onde sempre as guardava: uma no bolso do casaco e outra nas botas.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Percy Lovegood em Seg Nov 21, 2011 9:15 pm

- Argh, temo que este sitio esteja limpinho. Sei que é mau roubar, mas talvez haja alguma comida na cozinha, e eu estou CHEIIIOOO de fome.

Comemos como réis, no entanto fiquei mal disposto de tanta comida saborosa.
- Acho que não volto a comer um pequeno almoço adiantado como este num futuro próximo. - disse aos meus amigos.

Já era madrugada, estávamos equipados e preparamos os pégasos para mais uma longa viagem. Alimentei o meu pégaso com um quadradinho de bolo de chocolate que havia tirado da cozinha. Seguimos caminho para norte quando a manhã já ia alta. Misteriosamente, as luzes que avistamos na noite passada tinham desaparecido, se calhar até voltavam à noite quando se destacariam mais, pois era escuro.

Umas 4 horas depois e paramos numa freguesia camponesa. Levamos os pégasos a um bebedouro na freguesia, parecia o velho oeste, no entanto as casas não eram de madeira e a arquitetura era mais moderna.
- André, vou à casa de banho, isto é, se eu a encontrar. - disse.
- Okay, mas não te demores, queremos partir o mais rápido possível.
Procurei uma casa de banho pública, mas nem sinais. Seguidamente achei uma bar, cujo nome era "Cornudos".
- Uau, que freguesia cheia de humor - disse para mim mesmo.
Entrei e um homem disse:
- És cornudo?
- Ah sim, claro que sou, nem vendo? - disse ironicamente.
- Duh, claro que és... - disse o homem.
O homem devia ser burro que nem uma porta, ele nem percebeu o meu ênfase de ironia, bah... Rapidamente corri para a WC. (Esta parte foi censurada, toda a gente sabe o que se faz na WC).
Saí do "Cornudos" levando uma garrafa de água, para disfarçar o facto de pensarem que só fui ali para ir à WC, e corri em direção dos meus amigos.
- UAUA, eles já não estão aqui!!! - disse mentalmente.
- Espero bem que não estejam longe... - disse.
Comecei a identificar as suas coordenadas, estavam num campo de gado, possivelmente, mas com mais alguém...

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Alice em Seg Nov 21, 2011 9:37 pm

Enquanto Jason ia tratar das suas necessidades decidimos que seria uma boa ideia levar os pégasos a um espaço aberto, onde eles pudessem esticar as asas ou assim. Não foi difícil encontrar um. A freguesia rural estava cheia de campos de cultivo ou de pastagem rodeados de cercas. Entramos num deles e deixámos os pégasos à solta, uma vez que não se via ninguém nas ruas.
Alguns minutos depois, estávamos sentados na erva fofa a conversar e a observar os animais, até que Cláudia disse:
- Pessoal...está ali um homem a observar-nos já há algum tempo.
- O quê? Por que não disseste antes?
- Por que julgava que ele estava só de passagem, mas agora parece que decidiu vir aqui.
Olhamos nervosamente para os nossos pégasos e tentámos afastá-los, mas era tarde de mais. Por esta altura, o homem já os deveria ter visto. Até que nos lembramos de que não havia problema, pois a névoa deveria camuflá-los. Talvez o homem fosse o dono do terreno e nos quisesse fora dali.
Quando o homem estava a apenas alguns metros de nós, Micaelis foi ter com ele e disse:
- Bom dia, passa-se alguma coisa?
Mas o homem não respondeu, e começou a fazer gestos estranhos. Mike virou-se para nós e encolheu os ombros, como que a dizer “Mas que idiota é este?”. De repente, vimos o homem aumentar de tamanho e a ganhar pêlo. De um segundo para o outro, já se estava a atirar a Micalis.
- Cuidado!!
avatar
Alice


Dracmas : 65,5
Poder : Sol
Pégaso : Dementia

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Maighel Fox em Ter Nov 22, 2011 8:50 pm

Levantámo-nos o mais rápido que nos era possível e corremos para Micaelis, que não tinha tido hipóteses de defesa á medida que o homem ganhava massa muscular, pêlos e uns grandes chifres na testa.
O Minotauro (ou "Cornudo" á moda da aldeia) tinha empurrado Micaelis para o chão, e preparava-se para lhe esvrentar o ventre com os seus cornos espantosamente afiados.
- Nãooooooo ! - gritei eu.
Vi um jacto de água ser lançado da minha beira e o Minotauro recuou, com a água na cara, ou melhor, no focinho. Mas preparava-se para atacar outra vez. Corri para Micaelis e empurrei-o da frente do Minotauro, enquanto ele passava por nós a uma velocidade rasante, porém, sem conseguir mudar de direção.
O bicho sentiu-se frustrado, mas estava cercado. De um lado, tinha Cláudia com as facas, do outro, tinha-me a mim com a Klaudo, enquanto Micaelis e Alice erguiam os seus arcos apontados á cabeça do Minotauro, prontos a reagir.
Entretanto avistámos Jason a chegar a correr do outro lado do campo.
- Cuidado - avisou André - Caso alguém avance, é provável que seja atacado.
Mantivémo-nos ali, de volta do monstro. Podiamos atacar todos a mesmo tempo, mas com o medo de ser esvrentado pelo corpo ninguém avançava.
- Ei - gritou Jason - O que se passa ?
Ao ver Jason, o Minotauro ficou maluco. Começou a rugir e a esgravatar o solo. Algo me dizia que ele iria atacar com força máxima.
- Cláudia, pensa em qualquer coisa.
Mas Cláudia também não tinha ideias por ai além, o que para ela, era tortura.
O Minotauro correu por entre o espaço que se encontrava entre mim e André. Desviámo-nos os dois enquanto Alice e Micaelis disparavam os arcos. Os arcos acertaram direitinho no pescoço do animal, mas devido á pele espeça isto não o deteve.
Jason começou a correr para trás, tentando acertar com relâmpagos no animal.
- André... E se tu... - mas André não me ouvia.
O Minotauro acabou por apanhar Jason, mas este agarrou-se aos cornos do animal, como se fosse um forcado, ao mesmo tempo que electrocutava o bicho.
O Minotauro uivou de dor e aterrou no chão, enquanto Jason caia um pouco mais á frente...
Eu, Alice, Micaelis, Cláudia e André corremos ao encontro de Jason, que olhava ainda para o corpo morto do Minotauro, em choque.
- Estás bem ? - perguntou Alice, debruçando-se ao pé dele...
- Já tive dias melhores - disse Jason, ainda a olhar para o Minotauro - O nome do bar... Chamava-se "Cornudos", e algo me diz que este não é o único Minotauro por aqui...
- Mas... - disse eu, confuso - Não era apenas um Minotauro ? Filho de uma deusa qualquer - disse eu, um pouco envergonhado pela minha burrice.
- Maighel, apenas sei uma coisa - disse Jason - Temos de sair daqui.
avatar
Maighel Fox


Dracmas : 38,5
Poder : Sol
Pégaso : Nenhum

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Percy Lovegood em Ter Nov 22, 2011 9:24 pm

Apanha-mos os nossos pégasos e fugimos o mais rápido possível. Estava arranhado nas mãos e nas pernas devido aos cornos do minotauro. Retirei ambrósia de uma bolsa de couro que estava munida no dorso de Black Pearl e comi, rapidamente as feridas sararam.

Estava a escurecer, tínhamos de arranjar um sítio seguro para passar a noite, mas só víamos bosques.
- Temo que teremos de acampar esta noite. Segundo as minhas coordenadas não existe nenhum ser vivo nesta área, para além das árvores e plantas. - disse aos meus amigos.
Eles responderam-me com um "sim" desajeitado.
- Tens a certeza de que estamos seguros nesta área? - perguntou Maighel.
- Sim, mas só algumas criaturas monstruosas conseguem fugir às minhas coordenadas. Mas essas criaturas não habitam em florestas, mas aprendi a manobrar a névoa, irei manobra-la para nos camuflar.
Aterramos numa clareira e amarramos os pégasos em árvores. Alice, Cláudia e André preparavama as tendas de campismo, enquanto eu, Micaelis e Maighel ficamos encarregues de procurar lenha para a fogueira, não só era importante para nos aquecer como também afastaria algum animal selvagem que se aproxima-se do "acampamento".

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Maighel Fox em Qua Nov 23, 2011 5:36 pm


Acordá-mos era já meio dia, naquela pequena floresta no norte do New Hampshire, e tentámos caçar qualquer coisa para comer-mos. Como corria um pequeno riacho ali perto, pedimos a André e á Cláudia para ir pescar, enquanto o Micaelis e o Jason iam tentar procurar um animal ali perto que pudessemos caçar, enquanto eu e a minha irmã Alice procurávamos paus para a fogueira.
Como Micaelis e Jason regressaram de mãos a abanar, tivemos de nos decidir pela única hipótese, os pombos. E foi bastante fácil. Os pombos têm apenas dois estados de espirito. Se virem alguém, o primeiro é "Ai Jesus, vêm ai alguém, fugam", logo seguido de um "Está tudo bem".
Como eramos todos filhos de Apolo, á excepção de Jason, cantámos para os fazer aproximar-se mais e ser mais fácil. Depois abrimos-os, tirámos-lhes as tripas e os orgãos e confeccionámo-lo.
Passado um bocado vieram André e Claudia, com grandes peixes ás costas, o que nos deu uma refeição suficientemente forte para aguentar o caminho que se seguiria. Banqueteámo-nos e prepárámos os pegasos, prontos para voarmos.
Não demorou até que passássemos a fronteira norte do New Hampshire, com o vento a abanar-nos os cabelos e a marejar-nos os olhos de lágrimas, quando batia com demasiada força no globo ocular.
Atravessá-mos todo o Maine vendo lá em baixo as florestas e as pequenas vilas á beira-mar.
- Aonde estamos, Jason ? - perguntei eu, estranhando estarmos á muito sobre a floresta.
Jason fez um ar pensativo e disse:
- 45º27'13.10"N 70º07'32.62"O
- Acho que deviamos parar - disse eu, com os cabelos a abanar á medida que atravessávamos uma ligeira montanha. Qual é a cidade mais perto ?
Jason pensou novamente e disse:
- West Folks, mas se continuarmos em frente vamos encontrar uma maior chamada Jackman.
- Acho que deviamos parar em Jackman - disse Cláudia - Já é meio caminho andado.
Andámos por mais uns minutos até chegarmos a um pequeno campo aonde, ao longe, se avistavam as luzes da cidade.
avatar
Maighel Fox


Dracmas : 38,5
Poder : Sol
Pégaso : Nenhum

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Micaelis Martin em Sex Nov 25, 2011 9:43 pm

Aterrámos com os pégasos atrás de um armazém abandonado nos arredores de Jackman. O armazém era grande, com a tinta a "escamar" nas paredes, cilindros de metal ferrogentos, uma enorme porta metálica e um grande cercado em volta dos terrenos do armazém, do outro lado, havia uma estrada movimentada que nos levaria para o centro da cidade. Tive o percentimento que este não era o melhor local para estarmos. Pedimos aos cavalos que nos seguissem no céu, acho que isto não era complicado graças aos subornos de André, e avançamos para o cercado que nos separava da grande cidade. Estavamos em completo silêncio, o que para mim era complicado pois eu não sou capaz de estar muito tempo calado...
- Então... e agora o que fazemos? - disse eu.
- Procuramos um local para descansar, reebastessemos as provisões e continuamos a procurar o raio. - disse Cláudia.
Cortamos a rede e caminhamos na direcção da cidade, onde a caça seria diferente. Lá só podiamo-nos alimentar se tivessemos dinheiro pois não havia lá grande caça no meio cidade.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Cláudia Silva em Sab Nov 26, 2011 1:07 pm

Caminhamos até ao centro da cidade. As pessoas nem reparavam em nós. Éramos mais um bando de adolescentes góticos a passear pela cidade. Sinceramente, gostava imenso de saber o que elas veriam quando olhavam para as nossas armas....
-Malta, - disse eu - nós não temos muito dinheiro, pelo que acho que deveriamos ficar por um fast-food.
- Confesso que estou cheio de fome, - respondeu Maighel - mas também estou cheio de saudades de um hambúrguer de triplo queijo!
Os outros concordaram, pelo que nos dirigimos até ao McDonalds mais próximo, tentando ignorar o facto de saber que aquela loja estava ligada á força vital de um monstro qualquer.

_________________


Cláudia Silva - Filha de Atena - Monitora da Cabana 6
avatar
Cláudia Silva


Dracmas : 48,5
Poder : Estratégia e Sabedoria
Pégaso : Minerva

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Maighel Fox em Sab Nov 26, 2011 4:04 pm

Entrámos no McDonalds, que estava cheio naquela altura do dia, altura de jantar.
Quando abrimos as portas de vidro e caminhámos por entre as mesas e puffs, chegámos até á zona do balcão e pusémo-nos na fila.
- Mmh ' - disse eu, lambendo os lábios - Que cheirinho.
- Bom para ti, maninho - disse Alice, torcendo o nariz - Odeio este cheiro.
- Bem, maninha, hoje é o que vamos ter de comer - disse eu, pondo-lhe o braço á volta do pescoço, num gesto amigável.
Ficámo-nos por refeições leves, pois embora quisessemos matar a fome, não queriamos ficar muito moles, e eu comi apenas um McMenu com DoubleCheeseburguer, e uma caixa de nuggets. Depois, com alguns trocos que tinha no fundo dos bolsos, comprei um cheese e uma sprite pequena para ir a beber durante o caminho.
Chegá-mos cá fora, e caminhá-mos pelas longas ruas de Jackman. Os rapazes, Jason, André, Micaelis e eu, discutiamos qual das equipas era a melhor e eu apoiava firmemente o meu Ajax, enquanto Jason torcia o nariz e dizia que isso era marca de detergente.
Já as raparigas, discutiam os rapazes giros da colónia e outras coisas que os rapazes diriam ser "Futilidades".
Percorremos a rua principal da cidade, e virámos para uma rua mais pequena, que durante o dia era provavelmente muito movimentada, mas que durante a noite, com todas as lojas fechadas, estava vazia, á excepção de um casal de idosos que olhavam para a montra de uma pequena loja, e de uma rapariga linda que estava sentada num banco, de braços cruzados, a olhar para nós, e mais especialmente para mim.
Continuei a andar, absorto da conversa dos outros, e olhando para a rapariga pelo canto do olho. Era das raparigas que eu tentaria engatar alguns tempos atrás, mas desde que me tinha começado a aventurar pelo mundo grego, e a viver na colónia, tinha aprendido que por trás de uma beldade superficial pode estar um mal profundo.
A rapariga reparou que eu estava a olhar para ela e sorriu. Senti-me um pouco envergonhado e sonhador, imaginando de imediato eu numa praia com as ondas a baterem nas rochas e eu a abraçá-la. Corei. Aquilo não me estava a acontecer. Nunca me sentira tão atraído por uma rapariga em menos de 5 minutos.
Percorria-a de alto a baixo com o olhar. Era um alta, mas um pouco mais baixa que eu, magra, mas bem constituida, com um porte atlético de fazer inveja a muitas mulheres actrizes de cinema.
A cara era linda, sem palavras para descrever. Tinha uns cabelos cor de mel, e uns olhos da mesma cor, penetrantes. Era a rapariga mais linda que eu alguma vez tinha visto.
Senti um cachaço forte na nuca, enquanto Alice dizia:
- Maighel, estás parvo ?
Devia estar-me praticamente a babar. Os outros rapazes também eram servidos de um cachaço, mas dado por Cláudia.
A rapariga riu-se e levantou-se e disse:
- Não faz mal.
De seguida, aproximou-se de mim e disse:
- Olá.
Senti um tremor pelo corpo todo, como se tivesse sido percorrido por um choque eléctrico, e ainda cheguei a olhar para Jason, mas este tentava fechar o queixo com a mão, que continuava a cair.
- Olá - disse eu - Tudo bem ?
- Sim - disse ela. Olhou para mim com os seus olhos cor de mel e disse - Tens uma coisa no cabelo.
Agarrou-me num cabelo e sacudiu uma coisa qualquer que lá tinha.
- Chamo-me Millie. Millie Kentner.
- Eu sou a Alice - disse a minha irmã, olhando para Millie desconfiada - E estes são os meus irmão Maighel e Micaelis - contou, apontando para nós - A Cláudia, o Jason e o André são nossos amigos.
- Ah, três filhos de Apolo, uma filha de Atena, um filho de Zeus e um de Poseidon - riu-se ela - O que fazem seis mestiços num cidadezeca podre como esta ?
Olhámos-a, completamente estupefactos. Como sabia ela que eramos mestiços.
Ela riu-se novamente, o seu sorriso branco como a neve, a hipnotizar-me.
- Mestiços não é uma novidade para mim. Sabia que eles existiam, mas nunca tinha visto mais nenhum - disse ela, aproximando-se de mim e sorrindo - Excepto a mim própria, é claro.
- És uma mestiça - perguntou Cláudia, estupefacta - Filha de que deus ?
- Afrodite.
avatar
Maighel Fox


Dracmas : 38,5
Poder : Sol
Pégaso : Nenhum

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Percy Lovegood em Sab Nov 26, 2011 4:51 pm

- HEYYY! - gritei eu.
Todos ficaram estupefactos a olhar para mim:
- A profecia, tu és o amigo! - disse apontando para Millie.
- Hmm, desculpa, *amiga!
- A profecia dita que iríamos encontrar um amigo.
- Bem, junta-te ao grupo!
- A sério? - disse a filha de Afrodite estupefacta.
- Sim, mas ela não vai assim! Está totalmente desprotegida. - disse Cláudia.
- Ah, não importa, empresto as minhas adagas e a minha Anaklusmos, fico com a espada especial dada pelo meu pai e com a lança. - disse.
Rapidamente Millie equipou-se. Mas Cláudia não se convenceu:
- Hmm, vamos ver do que és capaz. - disse Cláudia.
- Okay...
Formamos um circulo limitando a zona de combate e, de repente, Millie avança confiante. Cláudia desviou-se facilmente, mas Millie volta a atacar e Cláudia volta a esquivar-se. Cláudia avança agora fazendo-a um corte ligeiro no ombro, Millie era perspicaz em desviar-se, mas não o suficiente em relação a uma filha de Atena. Millie ficou mais concentrada e mais descontraída, avançou e conseguiu enviar uma adaga de Cláudia para longe, o que foi causa de espanto no "público". Cláudia avança, e numa fração de segundo já estava com a adaga no pescoço de Millie, e a batalha acabara.
- Uau, és boa! - disse Cláudia.
- Obrigado, posso não frequentar um acampamento, mas já vivi verdadeiros perigos. Sou perita nesta cidade, caso procurem algo aqui, é só dizer.
Levei-as ambrósia e néctar, para prevenção. Éramos 7 o cheiro a mestiço ficara agora mais forte, ideal para atrair monstros.

_________________
avatar
Percy Lovegood


Dracmas : 71,5
Poder : Raios e Ar
Pégaso : Black Pearl

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Micaelis Martin em Sab Nov 26, 2011 5:12 pm

Depois de comermos saimos do McDonald's e fomos passear pela cidade. Bem, a nossa conversa pelo caminho foi um bocado secante para mim porque eu não gosto de futebol, apesar de apoiar o F.C.Porto, sou mais ligado ao futebol americano, onde a minha equipa são os Jacksonville Jaguars. Numa pequena rua, avistei uma rapariga sentada num banco a olhar para nós, o que achei estanho pois durante todo o caminho ninguém esteve tanto tempo a olhar para nós. Manti a mão bem próxima do bolso onde guardava a espada para o caso de ser um monstro qualquer. Vi que Maighel estava de pasmado a olhar para a rapariga. Senti uma mão a bater-me na cabeça.
- Ok e isso foi para quê?
Alice estava a falar com a miúda que pelo que parecia era filha de Afrodite.
avatar
Micaelis Martin


Dracmas : 52
Poder : Sol
Pégaso : Blaze

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

http://www.jornaldom.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  André Cavalheiro em Sab Nov 26, 2011 5:36 pm

Continuamos a andar, Maighel e Millie falavam, Claúdia e Alice, falavam sobre a nova rapariga, enquanto eu Jason e Micaelis discutíamos maneiras de encontrar o raio mestre.
- Eu acho que devíamos seguir as luzes que vimos na primeira noite de missão.
- Mas elas desapareceram. - Disse Jason.
- Não, vocês já não as vêem? - Perguntei.
- Não, só as vi na primeira noite. Deviam ser uma cidade qualquer.
- Não, não eram. Eu continuo a vê-las. E não é preciso estar no céu. Olhem ali. - Apontei para o céu, onde estavam muitas estrelas, porém avia uma pequena constelação que se notava que não eram estrelas, tinham luzes amarelas intensas, e eram grandes. - Não vêem?
Ambos abanaram a cabeça. Achava muito estranho ser o único a ver as estrelas, nesse momento tinha a certeza que elas significavam alguma coisa.
Millie mostrou-nos uma pequena estalagem. la disse que não tinha casa, e que desde os seus oito anos vivia na rua. Dividimos-nos em dois grupos rapazes e raparigas. Algumas pessoas iriam dormir no chão mas não tính
amos dinheiro para mais. Ou melhor, o dinheiro que o Sr D nos tinha dado esgotara-se mas eu ainda tinha as minhas poupanças, contudo achei melhor poupar para comprar comida ou algo assim. Já estavam todos a dormir, quando acordei. Eram duas da manhã. Vesti-me e sai para a rua. Olhei para o céu. Fiz um assubiu e Jupiter apareceu em instantes. Ouvi passos atrás de mim, e retirei a minha espada do bolso, mas graças aos deuses era só Millie que parecia ter visto um fantasma.
- Oh, és tu. O que se passa?
Millie apontou para o meu Pégaso, tremendo cheia de medo.
- Oh o Jupiter? É só o meu Pégaso descansa.Ele não faz mal.
Uaoh! Ela é bonita
-Ele diz que és bonita. - Disse sorrindo.
- Falas cavalês?
- Sou filho de Poseidon consigo comunicar com cavalos.
- Oh, óptimo. Não consigo dormir, sabes eu estava a pensar. Podes descobrir se o Maighel gosta de mim?
Nesse instante caminhei para a pensão, ia perguntar ao Maighel se ele gostava da Millie, mas então parei, e pus as mãos á cabeça. Olhei para trás e apontei a espada a Millie.
- Tu és uma Voz charmosa. Isso é raro numa filha de Afrodite. Podes dar ordens aos outros. MAS NUNCA USES ISSO NOS TEUS COLEGAS!
- Desculpa, desculpa. Eu não sabia que vocês conseguiam resistir.
- Nem todos. Só os filhos dos três grandes e os monstros, e como é óbvio os deuses. Está descansada, eu não conto aos outros o que acabaste de fazer, eu próprio tenho segredos. - Disse virando as costas e seguindo em direcção ao meu quarto. Abri a minha bolsa decouro e segurei no frasco com liquido vermelho. O sangue de Gorgon que era capaz de curar qualquer doença. Ainda não tinha contado a ninguém que o tinha e planeava continuar a não contar.
avatar
André Cavalheiro


Dracmas : 87,5
Poder : Mar
Pégaso : Júpiter

Ficha Meio-Sangue
Estratégia:
10/1000  (10/1000)
Conhecimento:
10/1000  (10/1000)
Nível:
1/5  (1/5)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Grande Profecia - Nº1

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum